Reader Comments

Veja O Que O Anticoncepcional Realmente Faz Com A Sua LibidoAcidez Feminina &#8211

by lucas silva costa (2018-05-02)


Alguns encontram uma correlação entre anticoncepcional e a baixa libido para algumas mulheres (mas não todas), enquanto outros não acham nenhuma ligação significativa. Há queixas de sangramento de escape, aumento de peso por retenção de líquidos, aumento da oleosidade da pele e cabelos, queda da libido e alterações do humor como uma leve depressão. No tratamento da endometriose, ela tem um efeito melhor do que a pílula combinada, já que a endometriose se alimenta do estrogênio”, diz. Geralmente, quando a pílula é suspensa as mulheres apresentam cólicas menstruais com mais intensidade de dor do que apresentavam antes do uso. 03 - Mulheres que usam pílula têm maior risco de câncer de mama e de útero. Há poucas evidências científicas de que uso de anticoncepcionais hormonais interfere no desejo sexual das mulheres. As pílulas anticoncepcionais são receitadas por médicos e muitas vezes são recomendadas até mesmo indicadas por balconistas de farmácia. A maioria das mulheres acredita que tomar pílulas de forma contínua, evitando assim a menstruação, pode bagunçar” organismo e trazer problemas quando desejo de ser mãe aparecer. "Se uma mulher acredita que sua contracepção pode estar afetando negativamente seu humor, ela deve discutir isso com um profissional de saúde em sua próxima consulta", completa. "A nova pílula pode ser apropriada para mulheres de qualquer idade, incluindo as jovens que procuram contracepção hormonal oral e que, potencialmente, terão longo período de exposição a métodos hormonais", comenta diretor científico da Associação de Ginecologia e Obstetrícia de São Paulo (SOGESP), Dr. César Eduardo Fernandes. Para isso, eles avaliaram uso de contraceptivos e os diagnósticos de depressão em mais de 1 milhão de mulheres com idades entre 15 e 34 anos, que participaram de um levantamento nacional. Mas decidi contrariar minha médica e minha terapeuta e parei de tomar a pílula de progesterona. Outros estudos mostram que algumas mulheres relatam um maior impulso sexual com a pílula ou nenhuma mudança. Não é para menos: casos de trombose xtrabig force e outros efeitos colaterais desses medicamentos assustaram as usuárias e chamaram a atenção de médicos e pesquisadores do mundo todo para investigar mais a fundo os riscos desses remédios. Apenas cerca de 15% das mulheres notaram uma redução na libido enquanto tomavam pílula, de acordo com uma resenha de 2013 no European Journal of Contraception and Reproductive Health Care, que examinou 36 estudos entre 1978 e 2011. Em relação ao uso de anticoncepcional, é interessante você conversar com sua ginecologista, para saber se você pode tomar este medicamento ou não. Desde que passou a fazer parte do universo feminino, na década de 60, a pílula anticoncepcional nunca mais saiu da boca das mulheres - literalmente. Na sua composição contém progesterona acetato de nomegestrol, com estrogênio 17B-estradiol, hormônios que são naturalmente produzidos pelas mulheres. Alguns sintomas pré-menstruais, como dores de cabeça, dor abdominal e náuseas, são comuns nas primeiras semanas de utilização da pílula anticoncepcional devido às grandes alterações hormonais. Assim como a pílula combinada, a de progesterona também carrega efeitos colaterais, que se refletem em uma porcentagem pequena de mulheres que fazem uso dela. Em algumas mulheres, organismo entende que está recebendo todos estes hormônios via pílula, então para de produzir naturalmente. Resumindo tudo isso, os anticoncepcionais baseados em hormônios sintéticos, acabam fazendo com que a mulher tenha muito mais dificuldades em ganhos de massa muscular, pois ele altera todo ciclo anabólico. Muitas mulheres se queixam do aumento de peso após começar a tomar anticoncepcional oral, estudos mostraram que isso pode não ser completamente verdadeiro. objetivo dos estudiosos era investigar se uso de métodos à base de progesterona e estrogênio (dois hormônios femininos) poderia levar as mulheres a desenvolver a tristeza profunda. Nesses casos, a mulheres devem se certificar de que contraceptivo oral escolhido contenha pelo menos 50 microgramas de etinil-estradiol ou mestranol.



ISSN: 1946-1879